× Capa Textos Áudios Fotos Perfil Livro de Visitas Contato
As Folhas Cactáceas
Nem todo mundo tem um lugar ao sol.
Textos
O peso da bruma
Olhos cansados
Tranmudou-se a realidade
Desfiaram-se as verdades
E eu me vi cercado
Por seres de aparência brumosa
Que não me eram estranhos
Também não me eram íntimos
Apenas vagamente achava
Que De algum modo eram conhecidos

(Devo estar sonhando isso já passa)

Eu não tive medo
Talvez um pouco de hesitação
Natural de minha timidez
E fiquei então em silêncio
A ver qual era a razão
O motivo pelo qual
Tivera sido levado
Àquele lugar sem localização...

Não sei se vira o chão
E eu estava sentado
Como se fosse ser julgado
E não arco para me envolver
Os seres estavam calados
Mas podia-se perceber
Que mesmo sem me virar
Os rostos, eu estava sendo analisado...

Se estivesse dentro de
Uma rocha nuvem
Eu não conseguia ver
Os traços daqueles seres
Que esperavam não sei o quê
Apenas o silêncio reinava
Naquela estranha reunião
E eu já ia falar algo
Quando um deles se levantou a mão...

2005




Sebastião Alves da Silva
Enviado por Sebastião Alves da Silva em 04/06/2022
Alterado em 04/06/2022
Copyright © 2022. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários