× Capa Textos Áudios Fotos Perfil Livro de Visitas Contato
As Folhas Cactáceas
Nem todo mundo tem um lugar ao sol.
Textos
Só não é maior que o teu Amor...
Quantas vezes andei perdido,
E estraguei a caminhada,
Caído, mendigo de mim mesmo
Eu não sabia onde estava
E Dormi inconsciente do que acontecia

Mas réprobo como me tornei
Ninguém apareceu depois que
Meu corpo esfriou, frangalho de gente
Eu era, podridão se refletia na minha carne
Na minha pele
Nos meus dentes quebrados
Amarelos
Faltosos...

Quem poderia se aproximar?
Um cão morto de rua era mais digno
Da Piedade humana,
Eu caí dos degraus das escadas do conhecimento
Não podia alegar nada a meu favor
E ali fiquei no frio da escuridão de uma noite que não passa...

E como das outras milhares de vezes,
Mesmo te traindo
Mesmo me traindo
Num momento incerto
Eu senti teu aproximar,
Cabelos longos,
Caminhando firme por onde não havia caminho
Tu veio, Senhor,
E me levou contigo,
Não me curou, porque Isso corresponde a mim,
Mas me mostrou a linha de partida,
De onde eu tinha que recomeçar...

JESUS, amigo incondicional da criatura humana,
Que sabe todos os nossos nomes
E entende todos os nossos vacilos,
Compreende os nossos erros,
E apronta nova jornada em que poderemos
Sanar nossas dívidas!

JESUS,
Este farrapo de gente que não soube perdoar,
Que odiou a todos aqueles que o magoou
Mesmo que minimamente,
O ódio senhor fez parte de mim
Porque eu não entendi
Senhor,
Que eu errei muito mais que todos aqueles juntos
Que erraram comigo!

JESUS,
Não tem nojo de minha lepra
Não tem nojo de minha visão de mundo
Não tem mágoa alguma de mim
Se alguma vez blasfemei,
E foi muito senhor
Foi muito que pus contra ti...

Eis-me aqui senhor,
Não como o vencedor que carregou a própria cruz
Não
Mas como o servo infiel
Que atacou seu amo com a ferramenta
Que o amo lhe deu
Para trabalhar na sua vinha,
Eu, SENHOR,
Ataquei meu amo...

JESUS,
Tem piedade de minha ignorância
Da minha animalidade
Da minha pele negra, senhor,
Eu sou a ovelha negra ingrata grossa que se alimenta sem merecer...

JESUS,
Sem merecer
Tu me pegas nós braços de amor
E me leva contigo senhor,
Porque tu me AMAS,
Isso que não sei fazer...
E me dá outra oportunidade, como a autora, um novo dia
Se mostra,
E tu me consola senhor, pois meu medo de errar de novo
Só não é maior que o teu Amor...
Que seja feita a tua VONTADE,
SENHOR.
ASS SEJA.
.
Sebastião Alves da Silva
Enviado por Sebastião Alves da Silva em 07/06/2022
Alterado em 07/06/2022
Copyright © 2022. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários